?

Log in

No account? Create an account
scatterheart's Journal -- Day [entries|friends|calendar]
scatterheart

[ userinfo | livejournal userinfo ]
[ calendar | livejournal calendar ]

[10 Jun 2003|07:06pm]
[ mood | bored ]

Tendo a crer que os domingos e os feriados pouco servem, a não ser para pôr em prática tudo o que seja aplicável ao conceito de letargia. Por isso, ignorei todas as possibilidades de encarar o dia, incluindo o convite amistoso dos meus papás, baseado numa das suas máximas familiares "precisas de apanhar sol", e "barriquei-me" em casa. Não há nada mais interessante do que passar o dia todo praticamente em pijama, a ler e a beber chá.


Ainda me dediquei a partcipar num blog dum amigo, ao qual agora pertenço. Sim, parece que sou uma "pirilamper"...
Decidi então elaborar um artiguito sobre a diferença entre os preços estipulados pela distribuidora dos Mão Morta , e os postos em prática pelas hipócritas multi-nacionais.
Uma das minhas letras preferidas de Mão Morta...

O JARDIM
[Adolfo Luxúria Canibal / António Rafael]

Há tanto tempo que não me ocupo do jardim
A última vez estava frondoso
A buganvília a tingir-se de vermelho
Trepando O perfume inebriante
E as festas ao cair da tarde
Parece que foram há séculos
Noutra encarnação
Os meus amigos traziam as bebidas
E a jovialidade
O jardim enchia-se de gente
De beijos
Pelos cantos Sôfregos de desejo

Inventavamos planos de rebelião
Sonhos de transmutação
Passavamos horas a inventar
Entre duas carícias
Surgiam ideias puras e inocentes
Como a nossa vontade de tudo abarcar
Era um frenesim constante
Faz-me pena agora
Olhar para ele
Para as suas sebes abandonadas
De ramos retorcidos
Jaz tombada a grande epícea
E uma enorme cratera
Substitui os belos canteiros de outrora

Há tanto tempo que não me ocupo do jardim

A última vez estava frondoso
A buganvília a tingir-se de vermelho
Trepando O perfume inebriante
E as festas ao cair da tarde
Parece que foram há séculos
Noutra encarnação


Li "As Horas", numa tentativa estúpida de que estas passassem.
Bebi chá verde (relevante, hein?).
Agora "actualizo-me", enquanto ouço música e combino umas coisas para o resto da semana.

"É a pressão e o esforço, essa espécie de respiração ofegante da cidade, que nos move, a sua complexidade, a sua vida incessante."

Michael Cunningham, As Horas

Será essa pressão e esse esforço requerido que me incomodam e me remetem a casa, num dia tão prometedoramente agradável como o que reflectem as minhas janelas?


"que o dia te seja limpo"

12 comments|post comment

navigation
[ viewing | June 10th, 2003 ]
[ go | previous day|next day ]