scatterheart (tristeza_escura) wrote,
scatterheart
tristeza_escura

confissões de uma miúda com sono

disse que em 2013 havia de resolver a minha vida. acontece que uma vida não se resolve assim. a minha vida está longe de estar resolvida. não consigo conceber, sequer, o dia que o venha a estar. nem sei se alguma vez serei capaz de sentir essa segurança.
apesar de tudo, em 2013 andou-se para a frente e muito. o objectivo foi em parte concretizado. os passos podem não ter sido os maiores, muito menos os mais convenientes, mas foram do tamanho que puderam ser e eu dei-os. não estou satisfeita e tenho consciência de que isso hoje não basta, que não estar satisfeita só por si não empurra para lado algum, e que não estar satisfeita, para já, vai ter de me bastar. porém, enquanto tudo forem incertezas, farei por andar para a frente, e por me colocar em situações que me sejam mais favoráveis, sem melindres, sem os meus melindres, porque, a bem dizer, não devo nada a ninguém. ou talvez deva. devo a mim própria e a quem ainda é merecedor dos meus melindres. apenas. que isso se faça motivação. em 2014 se puder estar um pouco mais perto de onde me conviria estar, de quem com quero estar e sobretudo de quem merece com quem esteja, daria a coisa por bem encaminhada.
sei que vem aí um ano chato. um ano exigente da minha paciência, de alguma mentalização extra e da promulgação da aceitação de que por agora vai ter de ser assim. o tem de ser cansa, o tem de ser dá cabo de mim, mas para já tem mesmo de ser assim, até não dar mais, e vou ter de lidar com isso, a bem ou a mal, na esperança de que não se façam estragos irremediáveis pelo caminho...

síntese: em 2014 espero saber aguentar-me à bronca.
Subscribe
  • Post a new comment

    Error

    default userpic
    When you submit the form an invisible reCAPTCHA check will be performed.
    You must follow the Privacy Policy and Google Terms of use.
  • 2 comments